Quem infarta uma vez pode infartar de novo?

Os pacientes que sofrem um infarto do coração costumam ficar bastante assustados e com medo de infartar novamente. Alguns deles ficam bastante preocupados e outros entram em depressão achando que “morreram para a vida”. E então? O quê uma pessoa que teve um infarto pode fazer para melhorar a sua saúde e voltar a ter uma vida normal? Aliás, o quê é ter uma vida normal após ter infartado?

Só quem teve um infarto ou uma angina é que sabe como esta doença é grave e perigosa. Ninguém quer passar novamente pela mesma situação. Mas a pessoa pode ter uma vida praticamente normal após ter tido um infarto.

 

Quando voltar às atividades físicas?

Esta resposta depende muito… depende principalmente da opinião do seu médico. Tudo dependerá das consequências que o infarto causou no seu coração. Mas, independente da lesão provocada, você precisará retornar às suas atividades físicas, iniciando pela caminhada e aumentando a intensidade com o passar do tempo e na dependência da ausência de sintomas.

 

O seu médico, provavelmente, lhe orientará sobre isso e pedirá para você exames que ajudarão a medir o nível de esforço que você poderá fazer. Alguns colegas médicos solicitam o teste ergométrico de controle pós infarto para medir o nível de esforço em que você deve chegar durante as suas atividades físicas.

 

Vida normal após o infarto:

Qualquer pessoa que teve um infarto pode infartar novamente, isso é importante frisar. Entretanto, um paciente que teve um infarto pode praticamente eliminar/reduzir a chance de ter um infarto novamente desde que inicie uma vida normal… Eu disse VIDA NORMAL.

Vida normal, na definição de um cardiologista e de todos que pensam na saúde do paciente é: ATIVIDADE FÍSICA REGULAR + ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL + CONTROLE DOS FATORES DE RISCO PARA O INFARTO + ELIMINAÇÃO DO ESTRESSE.

 

Certa vez falei com o paciente para voltar a ter vida normal, ele agradeceu, virou para a esposa e disse: “Tá vendo o que o médico disse? Já estou liberado para voltar ao meu churrasquinho.” (rs). Portanto, vida normal é vida normal indicada pelo cardiologista e não a “vida normal” que o paciente tinha antes de infartar. Atenção.

Author: Dr. Leonardo Alves

Médico cardiologista, CRMMG; 33.669, Mineiro, graduado na UFMG, turma de 1999. Adora medicina e gosta de contribuir com Posts e Temas relacionados à cardiologia e à saúde Cardiovascular, Alimentação saudável e Exercícios eficientes.

Share This Post On

5 Comments

    • Muito bem colocado as palavras do Dr. Leonardo Alves, tenho 41 anos e a exato 1 ano tive um Infarto e realmente após ter infartado fiquei muito assustado e com medo de se repetir, mas temos é que procurar levar a vida normal dentro das indicações do médico e procurar esquecer o trauma, dentro de cada orientação médica fazer as a atividades físicas, ter uma alimentação saudável e uma vida um tanto longe do estresse. Segui à risca as orientações da minha médica e hoje levo uma vida normal.

      Post a Reply
  1. Dr. Meu marido sofreu um infarto em set/11 ele tem 41 anos e atualmente toma atrovastatina, enalapril, caverdilol (3 x ao dia) e espirolactona. Todos os médicos que ele passa e mostra os exames dizem que é um milagre ele estar vivo. Num ultimo exame que fez (estresse induzido) mostrou que o coração dele está abaixo de 40% do normal. Ele abusa na cerveja, churrascos, e vinho isso sem falar no estresse diário no trabalho. Ele corre risco de sofrer um novo infarto?? Eu receio que sim…. estou correta???

    Obrigada!

    Post a Reply
    • Olá, Daniele.
      A pessoa que sofre um infarto PRECISA MUDAR O SEU ESTILO DE VIDA.
      Continuar no mesmo modo ou no caminho que provocou o infarto… é bastante complicado…
      Folhas verdes, caminhadas, atividade física é uma caminho mais adequado.
      Redução de estresse, dentre outras.
      Milagres acontecem… mas não é bom ficar colocando à prova… Um milagre é uma oportunidade de mudança e uma ajuda com o objetivo de que o paciente mude seu estilo de vida – não é para abusar, entende?
      Fale com ele para seguir as orientações dos médicos e levar uma vida mais saudável…
      Leonardo.

      Post a Reply
  2. olá,me chamo simone tenho 43 anos eu enfartei o ano passado
    hoje tenho muito medo de enfarta na da lembro passei mal dorminho.gostaria de saber
    posso beber . pq vejo pessoas com a mesma doença que a minha e bebe
    meu medico falou que eu não posso.pq o pessoal bebe então . eu fumava muito por isso enfartei
    .graça adeus eu parei .desse mal não vou morrer

    Post a Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>