Dúvidas sobre DBASE – Hemibloqueio anterior esquerdo.

hbae Dúvidas sobre DBASE   Hemibloqueio anterior esquerdo.

Quando um paciente vê no seu laudo a presença de Hemibloqueio Anterior Esquerdo ( DBASE ou BDASE ) ele costuma entrar em pânico. Ele quer repetir o Eletrocardiograma, em aparelhos diferentes, em médicos diferentes, fica ansioso, receoso sobre o quê significa, dentre outras reações. Mas, isso é grave? O quê devo fazer?

Hemibloqueio Anterior Esquerdo – O quê é?

O Hemibloqueio Anterior Esquerdo é um sinal eletrocardiográfico que indica a posição do coração – seria mais ou menos o eixo em que ele está inclinado.

 

Veja a ansiedade deste leitor:

Tenho 36 anos, não fumo, não bebo e nem uso drogas, tenho 1.76m peso 110kg, Sexo masculino, sedentário apesar de ser militar pois trabalho administrativamente, assintomático. Fiz dois eletrocardiograma em repouso e deu o seguinte laudo em ambos: BDASE (HBAE) – Bloqueio Divisional de ântero-superior Esquerdo, sendo feito em aparelhos diferentes porem laudados pelo mesmo especialista. Fiz um MAPA por 24 horas deu normal, Fiz um holter por 24 horas deu normal, fiz Machado guerreiro deu negativo, Fiz ergométrico deu BDASE (HBAE) e arritmia. Foi indicado a fazer um Cateterismo. Bem gostaria de saber mas sobre BDASE (HBAE), suas causas, o que me vai impossibilitar de fazer, qual o tratamento e cirúrgico ou medicamento, e uma cardiopatia grave, quais outros exames posso fazer antes do cateterismo pois tenho medo desse tipo de exame e finalizando tenho antecedentes de cardíacos familiares, mãe, tios por parte de mae, e avos maternos.

 

Faça sua pergunta!

 

Eu tenho um Hemibloqueio Anterior Esquerdo, o quê fazer?

Se você tem um laudo dizendo que você tem um Hemibloqueio Anterior Esquerdo e por quê já passo por um médico. Assim, já deve ter recebido algum esclarecimento. Se você fez um Eletrocardiograma para algum concurso ou ainda não passou pela avaliação de um médico – procure um cardiologista de sua confiança e peça-lhe uma opinião – afinal: a consulta médica supera qualquer avaliação ou informação colhida na internet – não deixe de consultar o seu médico. 1) Ncbi.nlm

 

O quê o Cardiologista pensa ao ver o HBAE?

F3.medium Dúvidas sobre DBASE   Hemibloqueio anterior esquerdo.Quando um cardiologista encontra um BDASE (HBAE) ele (instintivamente) pensa em duas coisas:

  1. “Não é nada !” – é só uma alteração no eletrocardiograma (no papel) de um paciente normal.
  2. “Será que é Doença de Chagas?” – mas isso só se você morar em região endêmica (Norte de Minas Gerais, Nordeste de Minas (minha região), Bahia, Sergipe, nordeste…

Algumas afirmações você deve saber:
BDASE (HBAE) Não é uma cardiopatia.
BDASE (HBAE) Não necessita de tratamento.
BDASE (HBAE) (por si) Não o impede de fazer nada.
BDASE (HBAE) Não é tem tratamento (pois não precisa tratar).
BDASE (HBAE) Vai ficar em você o resto de sua vida… você vai morrer com ele, mas não POR CAUSA dele.
BDASE (HBAE) Poderá desaparecer sozinho… O BDASE (HBAE) poderá “retornar” ao seu eletro em outra ocasião…
BDASE (HBAE) Não é indício de doenças familiares/hereditárias.
Enfim, o BDASE (HBAE) Não é uma doença. É uma observação sobre o coração…

BDASE (HBAE) é uma demonstração (no eletrocardiograma) da posição elétrica do coração, no caso o eixo do coração está menor que -30graus… -35… -40… Pessoas pequenas e gordas costuma ter esta posição do coração…

A necessidade ou não de realizar outros exames cardiológicos ficará a cargo do seu cardiologista e só ele fará uma avaliação adequada. Independente do resultado dos exames o BDASE (HBAE) NÃO vai “melhorar” pois não precisa melhorar. Costumo dizer aos meus pacientes que o BDASE (HBAE) é uma alteração no papel (no eletrocardiograma) de uma pessoa normal. É como se eu notasse que você tem uma pinta (nevos) na testa… isso não vai lhe matar… e nem vai virar câncer. 2) Ncbi

Faça sua pergunta!

Há situações patológicas em que o Hemibloqueio está presente, não como causa da doença e sim acompanhando a doença. Nesses casos, a presença de hemibloqueio anterior esquerdo pode ser uma dica/pista para a presença de uma doença do coração (vide abaixo).

 

Na prática Médica:

O hemibloqueio anterior esquerdo é eletrocardiograficamente responsável por um desvio do eixo esquerdo, o hemibloqueio anterior  à esquerda para um eixo vertical ou desvio do eixo à direita. 3) A simplified method of recognizing anterior divisional blocks (hemiblocks): a hexaxial system approach. 4) Clinical pictures of hemiblock and fascicular block. Diagnosis and clinical significance.

O médico deve estar atento, pois um dos problemas mais importantes relacionados com hemibloqueios é que eles podem simular ou esconder os sinais eletrocardiográficos de infarto do miocárdio ou isquemia miocárdica e pode mascarar ou simular a hipertrofia ventricular. 5) Hemiblocks revisited.

Faça sua pergunta!

 

As Causas Comuns dos Hemibloqueios:

F2.medium Dúvidas sobre DBASE   Hemibloqueio anterior esquerdo.Uma das causas mais comuns de hemibloqueios é a doença arterial coronariana, e há uma associação particularmente frequente entre infarto do miocárdio anteroseptal e hemibloqueio anterior esquerdo. A segunda causa mais importante é a hipertensão arterial, seguido de miocardiopatias e as doenças Lev e Lenegre. Os hemibloqueios também podem ocorrer em doenças do coração aórtica e cardiopatias congênitas. Hemibloqueio anterior esquerdo é mais comum em homens e aumentos na frequência com o avançar da idade. São apresentadas provas sobre a relação de fechamento espontâneo de defeitos do septo ventricular, o que pode explicar a descoberta deste e de outros defeitos de condução em populações jovens. Isolado hemibloqueio anterior esquerdo é um achado relativamente freqüente em indivíduos destituídos de evidência de doença cardíaca estrutural. 6) Hemiblocks revisited. 7) The Diagnosis of Hemiblocks

  • Indivíduos Saudáveis.
  • Saudáveis com o aumento da idade;
  • Doença arterial coronariana
  • Hipertensão arterial sistêmica.
  • Miocardiopatias.
  • Doença de Lev e Lenegre.
  • Doenças da Aorta
  • Cardiopatias congênitas.
Faça sua pergunta!

 

A principal dica e Conclusão:

Em conclusão, é nossa convicção que isolado não LAH não implica, por si só um fator de risco de morbidade ou mortalidade cardíaca, e em uma população saudável que deve ser considerado como um achado eletrocardiográfico incidental, que não é o caso em populações hospitalares ou em pacientes que já tiveram ou tem outras doenças cardíacas. 8) Hemiblocks revisited.

Converse com seu médico cardiologista de confiança. Não dá para eu emitir opinião sobre a solicitação do cateterismo, ecocardiograma, teste ergométrico ou qualquer outro exame. Sempre procure o seu médico.

 

E então, quê achou?

Deixe o seu comentário.

Faça sua pergunta!

Referências deste artigo

img 5526 Dúvidas sobre DBASE   Hemibloqueio anterior esquerdo.
Siga-me

Dr. Leonardo Alves

- Médico cardiologista, CRMMG; 33.669, Mineiro, graduado na UFMG, turma de 1999.

- Adora medicina e gosta de contribuir com Posts e Temas relacionados à cardiologia e à saúde Cardiovascular, Alimentação saudável e Exercícios eficientes.
img 5526 Dúvidas sobre DBASE   Hemibloqueio anterior esquerdo.
Siga-me

Author: Dr. Leonardo Alves

- Médico cardiologista, CRMMG; 33.669, Mineiro, graduado na UFMG, turma de 1999. - Adora medicina e gosta de contribuir com Posts e Temas relacionados à cardiologia e à saúde Cardiovascular, Alimentação saudável e Exercícios eficientes.

Share This Post On

44 Comments

  1. Obrigado pela presteza na resposta e que Deus te ilumine nessa batalha.

    Post a Reply
      • leonardo. eu tenho hemibloqueio antero superior esquerdo. encanei que fui picado por barbeiro. pois tenho sindrome do panico e extrema ansiedade. canso facil demais. o medico falou que nao e nada. fiz mais de 10 eletros e sempre a mesma coisa. pode ser doenca de chagas. faco isso desde os 15 anos quando encanei que fui picado.era pra aparecer outros sintomas?
        meu email maicon.r.com@hotmail.com.
        por favor me ajuda

        Post a Reply
      • Gostei muito DR muito bom! estou acompanhando as respostas, tem me ajudado muito. Celma lima

        Post a Reply
    • Olá Dr. Leonardo
      Boa Tarde.
      Desde que faço electrocardiogramas,em tempos, para revalidar o Brevêt de Piloto Aviador e presentemente, como rotina, em todos eles aparece o (HBEA).
      Agradeço a sua explicação, Fiquei esclarecido e à vontade Para deixar de me preocupar com este pormenor.
      Obrigado.
      Leonardo Santos

      Post a Reply
  2. BDASE é igual HBAE?
    No meu eletro deu HBAE.

    Post a Reply
    • Olá, Renato.
      Sim, é a mesma coisa…
      Aliás, a abreviação que eu utilizo (no meio médico) é está: HBAE – Hemibloqueio anterior esquerdo.
      Dependendo do estado e da faculdade em que se formou, utilizam-se outras abreviações – inclusive o BDASE nunca foi usado por mim.

      Mas, é tudo a mesma coisa:
      Bloqueio divisional antero superior esquerdo – BDASE;
      Hemobloqueio anterior esquerdo – HBAE.
      Hemibloqueio esquerdo.

      Mas BRE – Bloqueio do ramo esquero já é outroa coisa.
      BRD – Bloqueio do ramo direito, também é outra coisa.
      Existe ainda alguns outros bloqueios cardíacos, como o HBPE – Hemibloqueio POSTERIOR esquerdo.

      Obrigado pela lembrança e pelo detalhe, pois tive oportunidade de esclarecer.
      Abraço.

      Post a Reply
  3. Boa Noite Dr. O caso da minha mãe é asso, em março de 2010 ela fez uma revascularização apos detectar no cateterismo que ela tinha uma veia entupida 100% e duas 80% ela colocou duas safenas e uma mamaria apos dois anos minha mãe começou a ter taquicardia que nos exames deu taquicardia intraventricular ela foi internada fez uma angioplastia e desentupiu uma das veias ocuidas achando se que essa seria a cauda da taqui a angio foi ótima apos dois dias minha mãe já estava em casa ficou 04 dias e teve uma taqui fortíssima o coração passava de 80 batimentos por minuto para 200 mas a pressão devido os remédios estava normal e os sinais vitais tb o que aconteceu chamamos o Samu e este não levou ela pro convenio levou pro hospital Santa Marcelina ao qual ela vez a cardio reversão com Ancoron foi revertida ficou 08 dias na UTI sendo monitorada e apos teve alta fomos fazer os exames e no eletrocardiograma deu
    hemibloqueio anterior esquerdo
    alterações difusas da repolarização ventricular
    tb fez o holter
    conclusão
    1. Ritmo sinusal com variação fisiológicas da frequência cardíaca
    2. Condução atrioventricular e intraventricular normal
    3. Atividade ectópica supraventricular esporádica
    4. atividade ectópica ventricular única
    5. Não ocorreram alterações ventricular única
    6. Não houve correlação entre sintomas referidos (vide diário e traçados) com alterações eletrocardiográficas

    Por favor Dro pode nos dizer o que significa esses resultados

    Post a Reply
    • Olá, Rosãngela.
      Diante do que escreveu, O EXAME está praticamente NORMAL, vamos lá:
      1. Ritmo sinusal com variação fisiológicas da frequência cardíaca: é o que desejamos a todos os pacientes. Fisiológicas = Dentro da normalidade.
      2. Condução atrioventricular e intraventricular normal: é a descrição da normalidade nestas duas conduções.
      3. Atividade ectópica supraventricular esporádica: está dizendo que existem extra-sístoles supraventriculares, mas ocorrem muito raramente (esporádicas0.
      4. atividade ectópica ventricular única: Melhor que isso, impossível. Só uma extra-sístole ventricular no dia.
      5. Não ocorreram alterações ventricular única: não entendi direito, mas sem alterações ventriculares… deve estar dizendo que não ocorreram arritmias ventriculares (que são as mais graves).
      6. Não houve correlação entre sintomas referidos (vide diário e traçados) com alterações eletrocardiográficas: Todos os sintomas que sua mãe descreveu nos exames não tiveram relação com os batimentos cardíacos dela.

      Provavelmente, a medicação que o médico prescreveu melhorou o ritmo do coração da sua mãe.

      Mas arritmia (só pelo nome já indica) é arritmia, é quando o coração sai do ritmo. O paciente passa um mês, um ano, a vida inteira com o coração no ritmo considerado normal… e de uma hora para outra, ele sai do ritmo = ARRITMIA.

      O holter pode estar normal hoje (pois o coração ficou o tempo todo no ritmo) e amanhã pode ocorrer uma saída do ritmo (que é a arritmia). É uma doença traiçoeira, de difícil diagnóstico (quando o paciente chega ao médico, ela some)… O paciente jura que está sentindo o coração fora do ritmo e no médico, ele está normal.

      Mas, no caso da sua mãe… vocês já tem o diagnóstico, pois fizeram eletro no momento em que ela estava passando mal e os médicos já sabem o NOME da arritmia (pois existem vários e vários tipos – é bom que você anote o NOME da arritmia que sua mãe tem e GUARDE… GUARDE… GUARDE… GUARDE… uma cópia do eletro que mostrou esta arritmia). Isso já é um bom começo e ajuda demais aos outros médicos.

      O HBAE/BDASE é o de menos relevante em toda esta história.

      Grande abraço.
      Leonardo.

      Post a Reply
  4. olá gostaria de saber se um hemibloqueio antero superior esquerdo pode me reprovar de um concurso público

    Post a Reply
    • Olá,
      No geral, não!
      Mas é importante que peça avaliação do seu cardiologista.
      Leonardo.

      Post a Reply
  5. eu sou marcelo tenho 25 anos e fiz um eletrocardiograma e deu o laudo ritmio sinusal extrassiatole ventricular hemebloqueio antero superior, gostaria de uma resposta pois na minha cidade ñ estou conseguindo um cardilogista em urgencia e tenho medo de esta morrendo sera q vc pode me ajudar a me tranquilizar ate o dia da minha consulta. Mando esta pergunta peloo email da minha namorada. Grato

    Post a Reply
    • Olá, Marcelo.
      Acho que deve ficar tranquilo e tentar relaxar um pouco…
      Não deixe de ir ao seu médico e lamento não poder direcionar um diagnóstico, pois não lhe consultei.
      No post, falei:
      “Quando um cardiologista encontra um BDASE (HBAE) ele (instintivamente) pensa em duas coisas:
      1 – “Não é nada !” – é só uma alteração no eletrocardiograma (no papel) de um paciente normal.

      Acho que isso pode lhe ajudar.
      Leonardo.

      Post a Reply
    • Olá, Andréia.
      Ritmo sinusal é o ritmo normal do coração.
      Sobre o Bloqueio divisional, falamos sobre ele nesse post.

      Obs: Esse blog é informativo e não se configura consultório médico ou segunda opinião médica. Sempre Consulte o seu médico de confiança.
      Abraços.
      Leonardo.

      Post a Reply
  6. DR HOMENS, COMO O SENHOR, PRESTATIVO A POPULAÇAÕ TEMOS MUITO POUCO, E CADA DIA QUE PASSA TEMOS MENOS AINDA. JORGE

    Post a Reply
  7. gostaria de saber sobre o hemibloqeio anterior esqerdo meu eletrocardiograma consta este resultado e eu fiqei muito triste ao saber qe apareceu este resultado n meu eletro ,eu fui ao cardiologista ele me pediu um ecocardiograma e um teste ergometrico pois de vez enquando tenho dor no peito e quase todos os dias meu coraçao dispara , qual podera ser a causa e costumo fazer exercicios tipo musculaçao e correr por uma hora e meia e parei de fazer todos os meus exercicios fale -me mais sobre o qe e esse hemebloqeio por favor

    Post a Reply
  8. meu nome e gilvani fiz um eletrocardiograma o resuldato foi:hemibloqueio antero superior bloqueio de ramo direito por favor qual e minha situação faceboor do meu filho.

    Post a Reply
  9. Olá..meu exame diagnosticou bloqueio divisional esquerdo,entao o cardiologista solicitou um eletrocardiograma com estresse farmacologico..por favor me responda se este exameoferece risco para o paciente,pois estou com medo..Agradeço pela atençao..Aguardo resposta..

    Post a Reply
  10. Boa noite,
    Gostaria de saber se Bloqueio completo do ramo direito junto com Bloqueio Divisional de ântero-superior Esquerdo pode ser algo greve?
    Parabéns pelo Blog.

    Post a Reply
  11. Dr. Leonardo Alves, meu eletrocardiograma também apontou HBAE. Estou prestando um concurso público para Delegado, em que um dos exames solicitados é o eletrocardiograma. Há um item no edital que fala em relação ao Aparelho Circulatório, que o candidato não poderá ter bloqueio cardíaco de qualquer grau… o HBAE se encaixa nesse “bloqueio”….estou reprovado? Obrigado!

    Post a Reply
  12. Dr tenho 42 anos passei em um concurso publico e ao fazer meus exames de eletrocardiograma foi constado o seguinte: frequência cardíaca 78 bpm, hemi bloqueio anterior esquerdo e sobrecarga anterior esquerda. Pergunta isso pode ser fator de eliminação no concurso ? pois jogo bola desde pequeno pratico corrida sou frequentador assíduo de acadêmia anos.

    Post a Reply
  13. Boa tarde!
    Eu sinto uma coisa diferente: me dá feito um tremor no coração e ele parece que bate em descompasso por alguns instantes depois volta ao normal. Quando carrego algum peso a mais ou ando rápido demais em uma subida, por exemplo, ele também faz isso e às vezes ameaça dar uma vertigem, mas passa. Eu tenho isso há anos, já fiz vários eletros e até um eco cardiograma, mas não acusaram nada. Ainda não coloquei o Holter, é o único exame que não fiz mas pretendo fazer brevemente. Gostaria de saber sua opinião a respeito, obrigada.

    Post a Reply
  14. Ah, também já fiz eletro com esforço e também não acusou nada…

    Post a Reply
  15. O que e BRQ 1 grau resultado em um eletro

    Post a Reply
  16. olá dr.fiz um eletro e deu brd ,gostaria de saber se posso tomar pirula anticoncepcional.
    tenho 30 anos.

    Post a Reply
  17. muitissimo obrigado, meu ecg deu esse resultado, entrei em panico, mas agora ta tudo bem, to muito satisfeito dr….deus te abençoe

    Post a Reply
  18. Muito Obrigado pela informação, Que Deus de recompense.

    Post a Reply
  19. Boa noite Dr, recentemente meu noivo foi diagnosticado com bloqueio divisional ântero superior esquerdo, não teve retorno médico ainda, já li em sua explicações sobre o assunto, mas ainda tenho algumas dúvidas e desentendimento sobre o mesmo, sem nos precipitar gostaria de entender mais sobre o que é, o que pode causar, se tem haver ao esforço físico, quais são sintomas? E claro saber sua opinião sobre.
    Atenciosamente

    Post a Reply
    • Olá, Dayane.
      O HBAE por sim, não causa sintomas, os sintomas estão relacionados à presença ou à ausência de uma doença no coração.
      Espero que suas dúvidas sejam sanadas no retorno com o médico.
      Abraços.

      Post a Reply
  20. O SR. FEZ COM QUE CENTENAS DE BRASILEIROS DORMISSEM TRANQUILOS. SUA EXPLICAÇÃO SOBRE HBAE (É UMA ALTERAÇÃO DE UM ELETRO NO PAPEL), DIZ TUDO D I D A T I C A M E N T E! Sinceramente, tenho HBAE, mas os médicos ainda não haviam me convencido de que o achado era benigno. Obrigado.

    Post a Reply
  21. Dr. Fui diagnosticada com bloqueio divisional antero superior esquerdo no meu eletrocardiograma, a princípio fiquei com receio, pois os exames eram para um concurso, e minha médica solicitou outros exames para ficar mais claro do que se tratava e com os resultados em mãos me acalmou dizendo que não era nada demais. Entretanto, desde criança sofro com enxaquecas e meu neurologista, anteriormente a estes exames do coração me preescreveu atenolol. Lendo a bula, me restou esta dúvida: Gostaria de saber se este remédio pode me fazer mal ante a existência do bloqueio e se há a necessidade de marcar outra consulta com meu neurologista para levar estes exames?

    Fico grata desde já.

    Post a Reply
    • Olá, Cátia.
      O seu Neurologista pode conversar com o Cardiologista para retirara esta dúvida.
      – Eu não posso emitir opinião direta sobre seu caso, aqui no blog, sem a consulta.

      Abraços.

      Post a Reply
  22. Olá, doutor. Eu li tudo o que vc escreveu e gostaria de comentar a minha situação para saber a sua opinião sobre o meu passo seguinte. Eu tenho 40 anos, sou praticante de musculação à cerca de 3 anos, tinha 93 kilos e baixei para 78 kg. Trabalho em regime de escala, ficando 1 dia a cada 4 sem dormir à noite por causa disso. Tenho dificuldades em dormir cedo. Como andava cansado eu comecei a tomar café, chegando ao ponto de tomar 4 copos por dia durante o trabalho e ainda comecei a tomar suplementação de cafeína (cerca de 400mg/dia) antes de “puxar o ferro”. Fiquei nesse ritmo por pouco mais de 1 ano. Em março deste ano ao sair do pernoite de meu trabalho e chegar em casa de manhã, eu tomei uma cápsula de cafeína pois não podia dormir, pois teria que levar meu filho na escola. No entanto, alguns minutos depois, eu senti uma pressão na parte de trás das costas no lado esquerdo, decidi então ir para o hospital, mas no ponto de ônibus em comecei a suar frio e ficar branco, tendo dificuldades de respirar e estava vendo tudo mais iluminado que o normal, sentia uma forte taquicardia. Acabei pegando um táxi para o hospital e ao chegar lá e fazer um ECG, constataram que eu tinha tido um ataque cardíaco, pois estava com 180 bpm. Me deram Valium para cortar o efeito da cafeína. Depois de meus batimentos baixarem me mandaram para casa, com a orientação de cortar totalmente a cafeína e procurar um cardiologista. Só consegui marcar para 2 semanas semanas depois (medicina aqui em minha região – sul da Bahia – é sofrível). No novo teste ECG em repouso foi verificado que eu estava com 120bpm, como se fosse “normal”. Foi detectado que eu tenho extra-sístole ventricular isolada e o médico-cardiologista me receitou Selozok 25mg 2x/dia e tb me deu um calmante para tomar à noite para conseguir regular meu sono. Umas 3 semanas depois fiz um ecocardiograma e deu tudo normal, e tb uma nova ECG, mostrando que estava normalizado tb. O médico disse então que eu poderia parar de tomar os remédios (inicialmente tinha dito para tomar o Selozok por 3 meses), e assim foi feito. No entanto, à cerca de 2 meses atrás ao sair novamente do pernoite, senti uma nova palpitação forte e ao medir em casa eu vi que estava oscilando de 90 à 120 bpm. Como eu tinha o Selozok ainda eu o tomei e tb o calmante, e normalizou. A partir daí, eu decidi voltar a tomar o Selozok por conta própria somente 1x ao dia, na parte da manhã, pois as 2x que ocorreram a arritmia foi nesse período, isso serviu para me tranquilizar, pois estava apavorado com a expectativa de ter outro ataque cardíaco a qq momento. Não tive mais nenhum problema desde então. No entanto, nesta semana fui fazer o exame periódico pela minha empresa e acabei fazendo um novo ECG (fiz medicado pelo Selozok), e deu o seguinte: RITMO = sinusal FC = 69 bpm, PR = 0,16 SAQRS= -60° QRS = 0,08, extra-sístoles ventriculares isoladas, distúrbio da condução do ramo direito, bloqueio divisional ântero-superior-esquerdo. Quando li isso, fiquei desesperado. Poderia o Selozok ter piorado a minha situação? Tem como eu reverter isso? Continuo ou não tomando 1 Selozok diariamente? Eu estava voltando a fazer musculação aos poucos, cerca de 1 a 2x por semana, para voltar ao ritmo de antes. Não tenho histórico familiar de problemas cardíacos. Será que a cafeína que eu tomava antes detonou de vez o meu coração (apesar de não ter aparecido nada de anormal no ecocardiograma)? Agradeço se puder responder.

    Post a Reply
  23. Boa Tarde Doutor, fiz um ECG e deu Bloqueio Divisional Atrio Superior Esquerdo tenho 17 anos sou do sexo feminino 3 gostaria de saber se isso é preocupante na minha idade ou não? Obrigado

    Post a Reply
    • Olá, Luciana.
      Passe na avaliação do seu médico e peça-o para dar-lhe uma opinião mais pessoal.
      Abraços.

      Post a Reply
  24. Nota-se que você gosta de medicina, mas nem todo médico é MÉDICO,alguns são por conveniencia, fui ao médico fazer exames de rotina, como faço todo ano, pela UNIMED FORTALEZA, porém quando apresentei o laudo ao médico perguntei o que foi isso que deu, HBAE, ele disse que é normal, então eu insisti o que queria dizer as letras, ele disse “isso é normal e você só precisa saber que esta tudo normal” foi pelo plano de saúde UNIMED FORTALEZA, imagine se fosse pelo SUS.

    Post a Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Shares
Share This

Compartilhe!

Compartilhe com amigos

Share This

Share this post with your friends!